Paolo Guerrero e Flamengo aumentaram a crise no São Paulo. Na estreia do técnico Oswaldo de Oliveira, o Rubro-negro dominou a maior parte do jogo e bateu de virada o Tricolor por 2 a 1, neste domingo, no Maracanã. O artilheiro peruano quebrou o jejum de cinco jogos sem marcar – Ederson e Luiz Eduardo fizeram os outros gols. Foi o terceiro revés consecutivo dos paulistas. Antes, o time de Juan Carlos Osorio havia perdido para Goiás (3 a 0) e Ceará (2 a 1, pela Copa do Brasil).

Veja aqui os gols desse jogo:

Os cariocas mantiveram a 13ª colocação e somam 26 pontos na tabela. Na próxima rodada do Brasileirão, os comandados de Oswaldo de Oliveira encaram o Sport, domingo, às 16h, na Arena Pernambuco. O São Paulo está em 6º lugar, com 31 pontos, e recebe a Ponte Preta, sábado, às 21h, no Morumbi.

Antes dos compromissos pelo Campeonato Brasileiro, Flamengo e São Paulo se concentram na busca por uma vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. O Rubro-negro tem o clássico contra o Vasco pela frente, quarta-feira, às 22h, no Maracanã. No mesmo dia, o Tricolor pega o Ceará, às 19h30, no Castelão.

FLAMENGO 2 X 1 SÃO PAULO

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Auxiliares: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Fábio Pereira (TO)
Renda: R$ 1.163.960,00
Público: 36.991 pagantes / 42.954 presentes
Cartões amarelos: Canteros, Alan Patrick, Wallace e Everton (Flamengo); Bruno e Thiago Mendes (São Paulo)
Gols: Luiz Eduardo, aos 35min do primeiro tempo; Ederson, aos 42min do primeiro tempo; Guerrero, aos 3min do segundo tempo

Flamengo
César; Pará, Wallace, Samir e Everton; Márcio Araújo, Canteros, Alan Patrick (Luiz Antonio) e Ederson (Paulinho); Emerson Sheik e Paolo Guerrero.
Técnico: Oswaldo de Oliveira.

São Paulo
Renan Ribeiro; Lucão (Wesley), Rodrigo Caio e Luiz Eduardo; Bruno (Auro), Hudson, Thiago Mendes, Michel Bastos e Carlinhos; Centurión (Wilder) e Alexandre Pato
Técnico: Juan Carlos Osorio

Flamengo 2 x 1 São Paulo
Rate this post

Jordano Freitas

Tu és time de tradição, raça amor e paixão, oh meu mengoo!

Deixe uma resposta