Jogo do Vasco x Flamengo será em São Januário

As imagens de briga do último Vasco x Flamengo, em 2005, causam tensão e motivaram até um alerta por parte do Ministério Público, mas o Cruzmaltino aposta no esquema de sucesso adotado pela Polícia Militar contra o Corinthians ano passado e na cordialidade oferecida ao rival para amenizar o clima e manter a paz no clássico deste domingo, às 17h, em São Januário, válido pelo Campeonato Carioca.

flamengo-x-vasco1

Embora tenha divergências políticas declaradas, a diretoria do Vasco faz questão de deixar uma boa impressão de anfitriã aos dirigentes rubro-negros. O clube alega já ter separado um camarote para o presidente Eduardo Bandeira de Mello e companhia, uma cabine de rádio para a comissão técnica do Fla, além de vagas no estacionamento do estádio.

O Cruzmaltino também cederá sua sala de imprensa para a entrevista coletiva do rival após o jogo, prática incomum para os visitantes, que costumam realizar suas conferências dentro do campo.

Por parte das autoridades, o Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (Gepe) acredita que o esquema implementado no jogo com o Corinthians, no Brasileiro de 2015, que culminou no título brasileiro dos paulistas, poderá novamente ser eficaz. Na ocasião, os policiais isolaram algumas ruas do entorno e fizeram uma escolta tanto para as organizadas corintianas quanto para o ônibus da delegação. Não houve registro de violência entre as torcidas, somente alguns delitos isolados, como um saque ao bar dos visitantes e prisão de cambistas.

Motivo do início do tumulto em 2005, as bombas também terão fiscalização especial. Na partida do ano passado, os corintianos sofreram uma intensa revista com barreiras que se iniciaram já na calçada antes dos portões de entrada.

Na parte interna, a separação entre as torcidas terá duas grades, uma fixa e uma móvel, além de um cordão de isolamento policial.

O pátio abaixo da arquibancada dos visitantes, onde há uma obra para a construção do campo anexo de treinamento, também não causa preocupação nos dirigentes vascaínos. O local está gradeado e sem acesso aos entulhos. Neste mesmo espaço, em 2005, uma grande pancadaria ocorreu entre a torcida do Flamengo e a PM. Também naquela ocasião, o banheiro dos visitantes foi totalmente destruído pelos visitantes.

Técnico do Vasco, Jorginho relembrou o jogo do Corinthians sem incidentes e pediu paz aos torcedores:

“A rivalidade é muito maior em Vasco e Flamengo do que em Vasco e Corinthians. Mas recebemos o Corinthians muito bem, e tem que ser dessa forma. Os torcedores são rivais, não são inimigos. É muito importante o torcedor vir para cá, desabafar, porque é um local democrático. Todos xingam para caramba. Temos que entender essa questão da paixão. Mas a vida desses torcedores é mais importante do que qualquer outra coisa, inclusive o clube”.

Sem entrar em polêmicas, o técnico do Flamengo, Muricy Ramalho, preferiu enaltecer o estado do gramado de São Januário:

“Já joguei em São Januário muitas vezes. Pelo que vi, o campo está em condição, e isso é o mais interessante. A rivalidade existe, mas estamos acostumados. O que anima é o gramado, porque aí a gente pode ter futebol”.

Rate this post

Cansado de seu Emprego Atual, Gosta de Futebol, que Tal Faturar Enquanto assiste seu Jogo Favorito

Jordano Freitas

Tu és time de tradição, raça amor e paixão, oh meu mengoo!

Website: https://crflamengo.net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *